Pacotes Tahiti | Cia Eco Marca Brasil
DESTINOS NACIONAIS | DESTINOS INTERNACIONAIS | CONHEÇA A CIA ECO | EQUIPE | RESPONSABILIDADE SOCIAL
Pacotes para Tahiti
Pacotes Tahiti Pacotes Tahiti - Apresentação Pacotes Tahiti - Dicas Pacotes Tahiti - Melhor época Pacotes Tahiti - Hospedagens Pacotes Tahiti - Fotos Pacotes Tahiti - Papel de parede Pacotes Tahiti - Contato

Pacotes Tahiti - Apresentação

O Tahiti é uma das 118 ilhas paradisíacas da Polinésia Francesa, localizado no arquipélago das Ilhas Sociedade. As massas continentais mais próximas são a Austrália, que fica a 5,2 mil quilômetros a oeste, e o Chile, a 6 mil quilômetros a leste.

Seu território é dividido em duas porções circulares ligadas pelo istmo de Taravao. Em seu interior, encontram-se montanhas vulcânicas, com picos que superam 1.200 metros sobre o nível do mar. A vegetação predominante é de floresta tropical e o período de chuvas concentra-se no verão, entre novembro e abril.

A região mais populosa e que possui uma boa infraestrutura é a nordeste, conhecida por Tahiti Nui (Grande Taiti), onde se situa a capital Papeete. Os taitianos são considerados cidadãos franceses com plenos poderes civis e políticos. Ambas as línguas taitiana e francesa são usadas na ilha.

O Turismo é a principal atividade econômica no Tahiti. Além do apelo romântico e exótico, que atrai muitos casais em lua-de-mel, há também dois eventos que ocorrem em julho: o festival Heiva, em Papeete, que celebra a cultura indígena, e a comemoração da Bastille na França.

A infinidade de corais e os cardumes coloridos podem ser avistados mesmo em locais onde se consegue ficar com os pés no chão. Já no mergulho autônomo, os instrutores costumam levar os turistas até perto de pequenos tubarões, que geralmente ficam escondidos atrás de pedras. Há ainda passeios de barcos com fundo de vidro, através dos quais é possível ver cardumes e corais mesmo a uma profundidade de mais de dez metros. Em terra também há atrações como passeios em jipe para visitar mirantes vulcões inativos e passeios de bicicleta.

Outras ilhas muito visitadas na Polinésia francesa são as de Bora Bora, que apresentou ao mundo os bangalôs construídos sobre o mar, e Rangiroa, cercada de corais que formam uma enorme piscina natural, considerada, entre muitos mergulhadores, a melhor do Pacífico Sul.

Confira as principais atrações:

Bora Bora: além das praias desertas e dos "motus" (ilhotas formadas por corais) que propiciam atividades como a prática do snorkel ou esportes a vela, é possível conhecer a ilha e suas trilhas em passeios de carro, de bicicleta ou a pé. É a ilha mais procurada por casais em lua-de-mel. Há 32 km de estrada asfaltada e bem cuidada e um porto na vila principal, Vaitapé. Bora Bora originou-se de uma erupção vulcânica há mais de 4 milhões de anos e exige atenção por localizar-se em uma região atingida por ciclones de tempos em tempos.

Circuito nas ilhas: a melhor maneira de conhecer a vida cotidiana do Tahiti e viver a cultura da Polinésia Francesa é passear por pequenas aldeias espalhadas pelas ilhas. Como quase todas as ilhas possuem uma estrada costeira, é possível alugar um carro ou contratar um passeio guiado. Vale explorar o interior das ilhas em veículo 4x4, através de caminhada guiada ou a cavalo. Outras opções são os passeios de canoa a motor, barco ou lancha. Por fim, para obter vistas espectaculares das ilhas, há passeios de helicóptero.

Fazendas de cultivo de pérolas: comumente conhecidas em todo o mundo como "black pearls", as pérola cultivadas no Tahiti apresentam variações de tamanhos, formas e cores. Há exemplares de cor preta com sombras cintilantes de verde, azul, bronze, berinjela, ou mesmo rosa. As visitas podem ser feitas em fazendas de Manihi, Rangiroa, Raiatea, Huahine, Taha'a, Tikehau e Fakarava

Moorea: a apenas 17 quilômetros do Taiti, a ilha atrai mais grupos de jovens do que famílias e casais em lua-de-mel. Devido à proximidade com Papeete, a ilha também é um local de lazer para os nativos, o que favorece um contato maior com os polinésios. Em Moorea é possível encontrar baías de águas verdes e uma cachoeira em um cenário de vegetação exuberante, um pouco diferente das paisagens encontradas nas demais ilhas, com lagoas de água azul-turquesa. Lá, encontram-se também os impressionantes complexos turísticos, como o Tropical Aquarium Center onde se pode ver excepcionais demostrações de raras espécies de fauna marinha tropical.

Observação de tubarões: esta excursão é uma das mais emocionantes e populares e pode ser realizada nas principais ilhas. Depois de uma curta viagem de canoa ou barco a motor, inicia-se uma flutuação numa profundidade de 4 a 7 metros para encontrar tubarões dóceis que são alimentados por um guia experiente. Mesmo quem não saibe nadar pode apreciar a cena emocionante do barco.

Papeete: ao contrário da maioria das ilhas da região, a capital do Taiti é uma espécie de metrópole da Polinésia Francesa. Há congestionamentos nas primeiras horas da manhã nas estradas que dão acesso ao porto e ao aeroporto internacional. Com cerca de 50 mil habitantes, Papeete oferece uma vida noturna agitada, com boates de músicas típicas e discotecas concentradas no bulevar Pomaré (beira-mar). Sem muitos atrativos naturais, a cidade é encarada como porta de entrada e saída da Polinésia.

Rangiroa: trata-se do melhor lugar para mergulho em todo Pacífico Sul. Centenas de ilhas represam a água formando um atol azul-turquesa, com 78 quilômetros de comprimento por 26 quilômetros de largura, além de praias de areia branca e fina. Com as ilhas ficam próximas umas das outras, é possível alcançá-las a pé ou percorrê-las em moto de água. Rangiroa possui, aproximadamente, 1.913 habitantes que se concentram nas aldeias de Avatoru e Tiputa. As demais ilhotas são, praticamente, desabitadas. Há vôos diários de Papeete e a viagem dura cerca de uma hora.

Snorkeling e mergulho: tanto os mergulhadores experientes como os iniciantes são surpreendidos pela limpidez das águas e pela possibilidade de nadar perto da fauna marinha local, como as raias gigantes. Com centenas de pontos de mergulho nas ilhas, é possível escolher entre os mergulhos livre, autônomos, navios afundados e snorkeling.